O que é Collab? Como usar para aumentar inscritos no YouTube

O termo collab vem do substantivo inglês collaboration, aqui no português colaboração.

No YouTube esse termo é usado quando há a participação de outro criador de conteúdo no seu canal e vice-versa. As Collabs são poderosas em alavancar novos inscritos e visualizações para seus vídeos.

Quando você se expõe no canal de outro YouTuber, a audiência dele passa a te conhecer, e a sua audiência passa a conhecê-lo, é uma relação de ganha-ganha, todos saem beneficiados.

Devo fazer muitas collabs?

Calma, antes de fazer uma collab, temos que avaliar duas questões:

  1. Seu canal está preparado para fazer uma collab?
  2. Você encontrou um canal parceiro que daria um ótimo vídeo de parceria?

Não adianta você fazer collabs sem seu canal estar preparado para receber os novos seguidores.

Primeiramente, seu canal deve ter um mínimo de conteúdo, para que os inscritos novos se sintam interessados a ponto de se inscrever.

Caso seu canal esteja no início, os novos visitantes não terão muitos motivos para te dar esse voto de confiança, é provável que você tenha visitantes, mas eles não se tornarão inscritos.

Antes de buscar collabs, prepare conteúdos, crie vídeos e poste na plataforma, aqui na Rush temos uma meta de 30 vídeos antes de procurarmos alguma collab. Você pode estipular a meta que você quiser.

Mesmo que seu canal já tenha conteúdo, use o recurso de seções para deixar sua aba início mais atrativa. Crie a seção de vídeos mais populares, suas playlists e etc. Assim quando o novo público chegar, vai ter conteúdo recomendado para assistir.

Sobre o parceiro, ele está dentro do tema que você quer falar?

Não precisa ser exatamente o nicho do seu canal, mas devem estar em um mesmo tema amplo, por exemplo, aqui na Rush te ajudamos com estratégias para crescer seu canal no YouTube. Uma collab excelente seria com algum criador que dê dicas de equipamentos para vídeo, um canal que fale de marketing online, ou até mesmo um criador que dê dicas de produtividade, comunicação pessoal, etc.

Mas uma collab que seria totalmente fora do contexto, por exemplo, seria um canal de carros produzindo vídeos em conjunto com a gente. Seria uma bola fora, audiência bem longe do nosso público-alvo.

Não faça parcerias somente pelas visualizações, faça com o intuito de melhorar o seu canal com o conhecimento do parceiro, e melhorar o canal dele com seu conhecimento. Também não se prenda ao mito que somente canais com número de seguidores parecidos podem fazer collabs, reconheça o valor que seu conteúdo tem, e no valor que você pode agregar ao vídeo de outro canal. Se você resolver verdadeiramente um problema específico da audiência do canal colaborador, não haverá essa cobrança por número de inscritos.

Encontrando um canal parceiro para collab

Você pesquisou no YouTube e encontrou vários canais na mesma área que o seu. Com qual canal devo fazer parceria? Primeira coisa a se levar em consideração: Você admira o outro criador de conteúdo?

Não chame um criador somente pelo número de inscritos dele, ao trazer o criador para seu canal ele passa a fazer parte do seu conteúdo. Se pergunte: Sua audiência vai gostar dele? Ele mantém a essência do canal? O ideal é encontrar um parceiro que no mínimo tenha a essência do seu canal.

Acima de tudo, caso seu parceiro de collab tiver a essência do seu canal, os vídeos de vocês ficaram naturalmente inseridos com os outros conteúdos já produzidos.

Quem chegar no seu canal vindo do vídeo de vocês vai encontrar um ambiente bem parecido, se a pessoa é inscrita lá, suas chances dela se inscrever aqui aumentam.

Outro fator é que se um espectador aleatório tiver o primeiro contato com você através de uma collab, ele vai conseguir enxergar como são os vídeos que você produz? Suas collabs devem estar em harmonia com os outros vídeos anteriores. Pense sempre na sua audiência.

Entrando em contato para collab

Na aba sobre dos canais do YouTube, tem o e-mail de contato do criador. Tente enviar um e-mail, fica mais profissional.

Envie uma mensagem com a ideia da pauta já pronta (a ideia de pauta e não o roteiro), que assim ele vai conseguir visualizar como será a collab entre os dois canais.

Não faça e-mails genéricos, assista aos vídeos do criador, diga os temas dos vídeos que você assistiu que te fizeram escolher ele como seu próximo parceiro de collab.

Mostre interesse em passar o conhecimento dele para sua audiência.

Exemplos:

Um e-mail ruim:

Oi Fulano,

Tenho um canal que fala sobre estratégias e dicas para se crescer um canal no YouTube, já estamos com 100 mil seguidores. Você tem interesse de uma collab?

Um e-mail ótimo:

Oi Fulano,

Acabei de ver seu vídeo sobre como fazer uma iluminação barata para criadores de conteúdo. Vi também o que você comentou do Ring Light para canais de maquiagem.

Uma das dores do meu público é essa, a iluminação. Você sabe mais do eu que uma iluminação boa traz um nível de qualidade muito melhor, e eu acho que uma collab nossa, você falando de iluminação e equipamentos aqui no meu canal e talvez eu falando no seu sobre melhorar a interação e engajamento nos vídeos (aceito sugestão de pautas) seria muito valioso para minha e para sua audiência.

Dá uma olhada nos meus vídeos e veja o que acha, obrigado.

Estratégia de o que é collab vencedora

A estratégia da collab é trazer a audiência dele para o seu canal, e levar sua audiência ao canal dele. Por isso, os roteiros dos vídeos devem ser criados juntos, assim, vocês mantêm a harmonia e o tom nos dois vídeos, e duas cabeças pensam melhor que uma.

Os vídeos que vocês criarem (1 para cada canal) devem ser postados no mesmo horário. Vocês podem encontrar um horário diferente dos habituais dos canais, ou encaixar o vídeo no horário padrão de um ou do outro.

Mas porque tem que ser no mesmo horário? Para fazer sentido a chamada para ação (call to action).

Afinal, seu vídeo terá cartões, tela final e link do outro vídeo (o do canal parceiro). E você convidará seus espectadores a assistir ao outro vídeo.

Assim, quando terminar o vídeo do seu canal, sua audiência poderá conferir o seu vídeo no canal parceiro. Por isso a importância dos dois serem liberados ao mesmo tempo.

Você que já deve ter lido o texto sobre SEO para YouTube, já sabe como deve incluir o nome do colaborador no seu título, na descrição e na tag. Se precisar dê uma olhada no post exclusivo sobre isso, te ensino tudo.

Mas inserindo o nome do canal colaborador no seu título, tag e descrição, seu vídeo poderá aparecer na pesquisa e também pode ser sugerido como próximo vídeo nos vídeos do canal colaborador.

Collab a distância

É preciso morar perto para fazer collabs? Não! Lógico que uma collab no mesmo ambiente, na minha opinião, é mais legal, mas há outras formas de fazer collabs.

Gravação por cenas

A collab por gravação de cenas pode ser feita naquele estilo mais novela, primeiro vocês devem criar juntos o roteiro, depois definir o que cada um irá dizer, criando assim um script bem detalhado sobre como será cada expressão e fala de cada um.

Após isso, você gravará suas falas no seu ambiente, e o outro criador gravará as respostas e reações dele onde ele estiver.

Os dois enviam as imagens brutas para o editor que ficará a cargo de juntar os dois diálogos dando a sensação de um estar respondendo o outro em tempo real.

Videochamadas

Outra forma de fazer collabs a distância é através de videochamadas, você e o outro criador podem combinar o melhor horário para gravar o vídeo. Através do Google Meet, Skype, Zoom, etc, vocês irão gravar a chamada de vocês.

A vantagem dessa técnica é que vocês terão uma pauta a seguir, porém por ser uma videochamada, a conversa fica mais sincera e realista.

No final a gravação passará também por uma edição para deixar o vídeo mais dinâmico na hora de ir ao canal.

E você já fez alguma collab? Se puder conte aqui nos comentários como foi a experiência. E se tiver alguma dúvida poste aqui também que eu respondo! Mais conteúdo para YouTubers acompanhe aqui o site e o nosso canal no YouTube.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *